Das convulsões

 

Diz me Rita, vale a pena ter esperança que as coisa vão correr como nós queremos?

Às vezes aquilo que nós achamos que queremos não é no fundo o que precisamos, mas ainda não nos apercebemos.

 

P.S. Eu devia lembrar-me de me dizer a mim própria as coisas
que digo às pessoas de quem gosto tanto.
Isto é a porra das resistências

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s