Lentamente me despeço e vejo os papéis irem…

Foram mais de cinco anos. Parece mentira. Nunca imaginei nos meus melhores sonhos. E ainda fico. É ela que vai lá para as responsabilidades aumentadas dela. Pilhas de papéis lá vão elas. Pilhas e pilhas. Foi muito suor. Lágrimas menos, mas duras como as pedras que a vida pode ser um martírio e por aqui a vida pessoal não se consegue disfarçar neste canto minúsculo. É que se passa mais tempo com os colegas do que com quaisquer outras pessoas… mas isso poderia dar uma bela discussão. Ao menos sabemos que somos humanos e não máquinas, embora às vezes pareçamos, que choramos e rimos e dizemos parvoeiras gloriosas também, muitas graças a DeusA senão isto era um tédio. E há aqui malta que é do melhor que Portugal tem e não está proibida de se divertir. Aliás o divertimento é um grande incentivo para as mentes criativas imprescindíveis para se vingar na vida laboratorial.

E outra vida virá…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s