Quem Ama não prende II

Quanto mais me sufocares mais me afastas.
Quanto mais liberdade me deres para ser quem sou,
mais abraçada me tens…

Ando há uma vida inteira à espera que me Abraces
com tudo o que sou.

Questiono-me se finalmente deixarás de lutar contigo própria
e estarás mais disponível para me Abraçares
com Abraços ABRAÇOS…

A minha mãe parece ter percebido finalmente que já poderia ser avó se condições oportunas tivessem surgido. Ela que me conhece melhor que ninguém deveria ter percebido isso e deveria lembrar-se que me viro do avesso quando quero muito que algo aconteça. Não o quis muito até agora. Não sei se o quererei muito alguma vez. Além disso, receio estar a tornar-se demasiado tarde.

P.S. Só lamento que nunca tenhas sido capaz de te reinventares
e de me aceitares com tudo o que tenho cá dentro.
Ninguém lamenta mais que eu.

Advertisements

One thought on “Quem Ama não prende II

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s