Mas que traquinice… I

Tem sido uma rica vida de animação!

Estou impressionada com esta traquinice.

Nos últimos três fins-de-semana tive quatro saídas ao bairro… Só não me juntei para mais de danças, porque duas noites seguidas já é estar a ultrapassar as minhas capacidades, por muito jovial que me sinta. Na última noite já estava com um olho fechado e outro aberto, tal cinderela transformando-se em abóbora menina e prontinha para me agarrar à terra dos sonhos…

Sexta em Belém, não com pasteis, mas uma mix de presunto com queijo curado dos céus, acompanhado de tagarelices, risota, prendas hilariantes e respectivas fotos a condizer… mais de conversetas ao som do jazz, um pneu preso pela policia municipal – uma consequência, com certeza, da ausência dela nos EUA onde não teve carro durante quatro anos e não teve o (des)prazer de contactar com a dita empresa da “moedinha”. E finalmente, lá fomos para vários pezinhos de dança nesse local de culto que dá pelo nome de Incógnito.

Depois daquela noite tão sossegadinha… a aboborinha fechou os olhos durante duas horas para logo de seguida seguir para os saltos, onde não saltou e passou o tempo em “câmara lenta” ouvindo ralhetes da professora que estava em estado de sorrisos-cara-séria com as avarias abóboricas – terei de continuar a insistir para que ela interiorize que  vou para os saltos, porque me faz bem ao corpo e principalmente ao espírito. Quando é que ela percebe que não tenho pretensões de ganhar nada mais do que isto? Nunca…

Continua  >>

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s