“Desenhar é fixe em todo o lado”

“Desenhar é fixe em todo o lado”

Mesmo que seja na ópera, na praia, na esplanada, num muro, no chão ou debaixo de uma árvore. Rabiscar e ouvir as conversas é muito mais gostoso do que rabiscar sozinha.

Rabiscar na ópera é um elogio. Aguarelar na converseta com os amigos também,  porque é um prazer para ser partilhado. Só consigo rabiscar à frente de quem gosto, porque é um acto íntimo. Aaaahhhh… ainda não tinham percebido…?

Em vez de as pessoas se concentrarem  no que é que os “outros” vão pensar e dizer [e só coisas maldosas, porque os “outros” só pensam e dizem coisas maldosas, claro… como se o que os “outros” pensam interessasse realmente para alguma coisa],  podiam-se concentrar em desfrutar do privilégio que é ver alguém pintar, seja publicamente ou não. É como o privilégio de ver alguém dormir.

Devíamos  dedicar-nos a (re)aprender com as crianças que ficam tão fascinadas, tão fascinadas que atraídas, sem preconceitos, vêm devagarinho espreitando por trás e ao largo, cheias de vontade de ver o que estão aqueles “crescidos” a fazer e também de agarrarem nos lápis-de-cor e pintalgar um papel de Vida. Os adultos nem isso têm coragem para fazer.

Este post devia ter sido dito em voz alta há meses atrás… Isto deixou-me triste num momento em que era complicado mostrá-lo. O que é que aconteceu?  Fiquei triste ao cubo (com os outros, comigo e comigo)… Adorei a Toscana. Não haveria melhor forma de eu o mostrar do que aguarelá-la…

P.S.  Esta cena da tristeza  mal disfarçada
é parecida com a cena das “peças”.
Porque é que não aceitam que eu gosto de peças  lisas
e  em dias  cinzentos e chuvosos como os de hoje
gosto de “peças” com bonecos que me fazem sorrir de tonta.
Se as pessoas gostam de mim,
para que querem mudar-me algo que nem sequer quero mudar?
Desculpa Caty,
às vezes a única maneira das pessoas me Ouvirem
e de eu me ouvir a mim própria é escrevendo… aqui…
Também vou escrever assim:
os teus melhores mimos são quando cozinhas  para mim.
Há lá melhor comida do que a cozinhada com o coração!!
Não sei que mais fazer
ou dizer para me fazer compreender…
Olha também adoro ver-te nos puzzles ou agarrada
aos “Statisticas”, aos dados e às tabelas
e a transformares aquilo em gráficos lindos.
Adoro porque  transbordas felicidade.
Pareces uma miúda cheia dos caracolinhos irrequietos,
teimosos, encaracolados!

P.S.2 Hoje uma “peça” não chegava…
hoje gostava de ter aí à mão uma t-shirt
com aquela imagem do Snoopy deitado
em cima da casota a olhar o céu.
Hoje era mesmo isso que eu precisava:
de me sentar em qualquer telhado,
olhar o céu
e inventar significados para a forma das nuvens.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s