O melhor daqui…

são os amigos, a sua capacidade para argumentarem e contra-argumentarem comigo sobre tantos assuntos, a vista para o mar e a vista para o campo, os mimos que me dão e os sorrisos, a risota e a “maluqueira” em dias “possuidos”, a emoção das publicações e dos projectos, o mar aqui tão perto, a confiança e a independência que ele me dá. O resto, o resto faz cada vez menos sentido. Suponho que são motivos mais do que suficientes para me manter por aqui… mas é que tenho 36 anos…

Como é possível que sinta esta enorme tristeza depois de me ter acontecido, talvez, o pico mais alto da minha vida profissional? Como é que isto é possível? O que é isto?

P.S. Fui lá acima e olhei a janela e o verde para lá dela.
Senti um arrepio por saber
que um dia vou partir…
e que esse dia está cada vez mais próximo.
Esta é a minha Casa há quase sete anos.
Até hoje esta foi a minha única Casa de trabalho.
Tudo o resto foi por demais agreste.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s