“A Livraria”

 

 

Após a leitura ávida do Diário de “Agatha Christie na Síria” o impacto toma proporções talvez um pouco exageradas.  O romance que estou a ler não muito entusiasmada tem uma ideia muito prometedora na narrativa, mas não deve passar daí.

Tenho a sensação que a tradução tem quota responsabilidade, mas na verdade não percebo nada de traduções. Só percebo se o texto e a linguagem me agradam ou não. Vou na parte da dúvida sobre a venda de “Lolita” na livraria de uma terra britânica junto ao mar, mas já estou mesmo a ver que ela tem razão.

A desilusão pode também ser um pouco exagerada, dado que é um livro tão bem comentado e premiado… Parece-me que é tudo tretas das hostes supostamente cultas do mundo que decidem quem é premiado ou não… pedantices parece a palavra adequada.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s