É este “saber sem saber”… do Rumo a Mudar

Há umas semanas que sinto que o meu Rumo está a Mudar.

Ando há meses a sentir-me em convulsão.

Agora não é uma convulsão. Não sei para onde irei, mas isso estranhamente não me angustia. Devo por isso rumar ao sabor dos acontecimentos… agora. E agarrá-los com todas as forças se sentir que devo. Já me aconteceu esta estranheza antes…

Sinto uma mudança que vai acontecer e tornar-se visível – mais tarde que cedo – daquelas que demoram, que acontecem e se tornam  sólidas com o Tempo…

É uma estranha e familiar serenidade neste Sentir.

No outro dia disseram-me “tu sabes, sem saber” e que isso é um dom.

O problema desse tipo de coisa, o que quer que seja – não tenho uma palavra para definir -,  é não  saber usá-la, nem gerir esse Sentir Maior do que eu e que tantas vezes me assusta e bloqueia tanto.

P.S. Recentemente pensei que  iria mesmo deixar de escrever aqui.
Este pensamento tem sido recorrente nos últimos tempos.
Parece que não:
o que está a acontecer é uma Mudança em mim.
O vermelho sangue que envolve este blog…
A escolha desta cor seria um absurdo há uns tempos.
É a cor mais violenta da minha paleta (há cores que nem as permito):
Mexe tremendamente comigo:
inquieta-me, exalta-me, intranquiliza-me…
Suponho que não é por acaso que a escolhi para a usar nos pés
(para onde tenho esta estranha mania de estar sempre a espreitar).
Não é com toda a certeza por acaso que tenho escolhido estes sapatos,
e não outros,
quase todos os dias.
A Vida exige-me  Mudanças directamente cá Dentro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s