Dos deslumbres do novo ano

Sobrevivi aos “cânticos” da meia noite.
Estranhamente, parece que fui destacada para cabeça de cartaz.
Estou ainda sem palavras…


20130101000643
         20121231235805

Nunca vou deixar de me deslumbrar
comigo a pular horas e horas a fio sem parar.
Já se vê que se não danço pulo night dentro.

Pular assim é um recomendável tratamento de choque
para expurgar tudo o que ficou retido das festas.
No dia a seguir as minhas pernas pareciam
ser adolescentes outra vez!

Passava das 6h. Acenderam as luzes.
Extenuada sentei-me e deixei-me ficar quieta, deslumbrada:
já é tempo de perceber que nunca vou deixar de ter esta sensação
igual à que tive quando vi,
pela primeira vez,
duas mulheres a namoriscar.
Assim como que pairando na face da Lua:
só elas.

P.S. Vamos lá pular assim outra vez?
;-)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s