Literatura Romana

Para preparar uma viagem pode ler-se os diários dos outros, de preferências com “bonecos” e fotos e os livros para crianças, que são muito mais divertidos e ilustrativos do que os clássicos guias com poucas fotos da treta.

LiteraturaRomana

© LápisLavra

O que é que se faz assim que se põem os pés na Bélgica…?

Local: Bruxelas, Bélgica, Europa

Entra-se num bar onde está a dar a TVi…

– Boa noite, posso comer qualquer coisita?

– Aqui não…

– Então o que recomenda?

– As bifanas do Duque aí à direita.

Entra-se num bar onde está a dar a SiC Notícias…
e a TVCine com legendas em Português

– Olá Boa noite! Fala Português?

– Sim!

– Ouvi dizer que tem bifanas.

– Bem, já é um pouco tarde…

Eu sorri muito para o senhor… com ares desesperada.

– Vou ver…

Passados 10 minutos aparece uma senhora muito Portuguesa a sorrir para mim e ele:

– Quer mostarda?

– QUERO!!

Apresentação1

Sofia Vitória 4Teto

20121201003018

Excelente concerto
com Sofia Vitória,  Júlio Resende, João Custódio e  Bruno Pedrosa.

SofiaVitoria-FabricaBracoPrata

P.S. Quando dei por mim,
já lá estava.
Foi mais um evento que veio ter comigo e lá fui eu.
Adoro estes momentos inesperados. 
P.S.2. Fiquei vidrada com o contrabaixo.

Provas [comprovadamente alucinadas] de vinho

Cinco miúdas juntam-se para comprovar que não percebem nada de vinhos, mas esforçam-se…

Foi toda uma aprendizagem: um fartote de “cheiradelas”, técnica da inclinação milimétrica do copo e aquela “cena” do ovo e das voltas e reviravoltas do copo em movimento anti-ponteiros-do-relógio e das aspirações e nuvens dos compostos voláteis e tal e coiso.

Eu não faço outra coisa senão cheirar os tais compostos cheirosos – e aquele vinho das fotos cheirava deliciosamente após 45 minutos a respirar.

O meu chá de rosas e gengibre estava delicioso, mas não cheirava tão bem como o vinho. Lamentável…

20121124215654

20121124220908

A tortilha galega estava maravilhosa
e os queijos e todos os chouriços e tudo,
estava tudo óptimo.

Comi alarvemente, mas não digam a ninguém…

20121124220944
Seremos todas profissionais na enologia em breve…
muito muito em breve.
Só não sabemos definir o que é isso do “breve”.

Eu principalmente…

“Um Requiem impossível, com amor”

20121121201440

Acho que gosto mais destas palavras do que da própria música:

“Pinho Vargas resolve a questão não numa procura da originalidade, mas numa viagem interior, pessoal e melancólica perante o projecto impossível de dizer como é o que já não há.” […] “Porque este Requiem tem declarações de amor e interrogações sobre o acto de compor.”

Do que gostei mesmo foi da parte do Samuel Barber e da performance da maestrina Joana Carneiro que, aos meus olhos, conduz convictamente a orquestra dando um espectáculo paralelo de bailado.

No final deparámo-nos com esta surpresa no passeio do outro lado da rua…

20121121211524