Mandamentos dos Abraços

– Não adubarás a acidez e o azedume alheios
– Não estarás para aturar a traição d@ próxim@
– Para fazeres os teus lutos permitirás zangar-te, sobretudo contigo e com a Vida.
– Chorarás o que precisares
– Ficarás triste o tempo que for preciso
– Procurarás sempre o riso tolo e não premeditado e cultivarás a parvoíce para polir as arestas da vida
– Não trabalharás em prol de currículos alheios
– Agradecerás todas as críticas Construtivas (!) de braços abertos e abraçarás as mesmas, filtrarás com o cérebro e reconstruir-te-ás com o coração
– Abraça-te a ti própria ou não conseguirás abraçar @ próxim@
e consequentemente:
– Aceitarás os elogios que te tecerem!
– Estarás proibida de deixar o coração ser ultrapassado pelo cérebro
e consequentemente:
– Espalharás ternura exclusivamente a quem deseja o melhor para o teu coração
– Aceitarás exclusivamente a ternura de quem bem te apetecer
– Obrigar-te-ás a declarar o importante às pessoas importantes sempre que bem te apetecer e for relevante
– Deixarás que te amem com todos os teus defeitos e qualidades
– Não absorverás fúrias…pelo que deverás reflectir de imediato sobre quem/o que as provocou
– Acreditarás sempre que todas as pessoas têm um lado bom…(muitas não tem coragem de o mostrar, mas têm!!)
– Viverás todos os aspectos da tua vida com paixão
– Sorrirás muito
– Cultivarás a abraçoterapia

Autoras:
A Miúda dos Abraços e Su

One thought on “Mandamentos dos Abraços

  1. Pingback: Falta um Mandamento dos Abraços | Flying Feet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s